quinta-feira, agosto 06, 2009

6 Agosto 1945

A não esquecer, o dia em que o homem perdeu de vez a sua humanidade "Enola gay":

1 comentário:

Inês Dourado disse...

Palavras para quê se elas muitas vezes são uma poderosa arma?.....As imagens falam por si.
Numa viagem que fiz ao Vietname (mais uma daquelas 'caprichosas guerras' que nunca deviam ter acontecido), perguntei a um 'veterano vietnamita' qual o sentimento que reservavam em relação ao 'tal capricho geoestratégico' dos americanos, e ele respondeu-me: "JAMAIS ESQUECEREMOS,MAS...PERDOAMOS". Possivelmente o mesmo acontece com os japoneses...O certo é que continua-se na senda das guerras 'sem sentido'.
Será o esta coisa que se chama "ser humano" alguma vez vai saber o que é SER HUMANO????

Beijitos da Inês